quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Estrela onde foi que eu errei? By Janete Sales Dany

http://api.ning.com/files/Hu6bOG3IkcRLAze03u0pmqs6baco8khqPhaAww6TTqlX8Sho0gw6xBd4wodXNdOZAoH8OP0cUdyHqRgTNPbaz5lMGSfLa8t1/scrapeenet_glitterizer_201310051433290U15OE.gif
Vai estrela! Se oculta de novo!
Deixa-me neste profundo sufoco
Quando brilhava era tudo para mim
Eu dormia sorrindo coberta de cetim


 Vai estrela! Brilha em outro céu!
Nem se incomoda; eu vou assim ao léu
Quando proseava comigo tudo tinha razão
Hoje longe, nem sente que arrasou um coração


 Vai estrela! Esconde de mim o seu ar!
Você me fez saber que eu ainda sei amar
Quando surgia o meu intimo fazia a maior festa
Hoje já me esqueceu; é só a saudade que me resta





 Vai estrela! Para o lugar que ninguém te vê!
Ainda assim nunca menospreze que eu amo você
Quando pressentia o teu calor eu sabia que era amor
Hoje sem a sua existência 
a natureza perdeu toda a cor


 Vai estrela! Eu fiquei sozinha no templo!
 E mesmo no abandono eu sigo o teu exemplo
Quando me mostrava o teu horizonte eu era feliz
Hoje a felicidade é uma flor que foi arrancada pela raiz


 Que saudade estrela! Onde foi que eu errei?
Posso morrer agora; porque um dia te encontrei
Quando me dizia coisas lindas era o que eu queria ouvir
Retorna numa tarde de primavera 
e faz a minha vida sorrir!
Janete Sales Dany

Poesia Registrada na Biblioteca Nacional 
Licença Creative Commons
O trabalho Estrela onde foi que eu errei? de Janete Sales Dany foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário