domingo, 16 de novembro de 2014

A morte dança comigo...




Estou tão só...
Onde eu errei?
Perdi as pérolas que eu  tanto amei
Meus sentimentos eram tão corretos
Eu agi de modo cordial, eu bem sei!
E o mundo me devolveu a solidão
As estrelas desceram para o chão
Eu piso em cima delas...

Quem vai me salvar?
Quem vai restituir o céu que sempre existiu?
Os meus olhos doem em busca do azul que sumiu...
Quem vai colocar as estrelas de volta no lugar?
Elas magoam os meus pés cansados de pisar...
Quem vai trazer de volta o ar que eu quero respirar?
O meu fôlego está fraco é quer sufocar...
Quem vai devolver a felicidade para o meu olhar?
Os meus olhos estão cansados de chorar...

Janete Sales Dany

Licença Creative Commons
O trabalho A morte dança comigo... de Janete Sales Dany está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Um comentário:

  1. Tantas cosas de pronto, Janet...

    El azul del cielo se viste de negro...
    Luego no para de llorar...

    Y es, que... el dolor suele agigantarse de tal manera... que no hay refugio donde estar.


    Un abrazo.


    Un gusto visitar tu blog.


    ***

    ResponderExcluir